segunda-feira, 28 de março de 2011

BIOLOGIA - 1. Vida e composição química dos seres vivos


Vida pode ser entendida como o conjunto de características que mantém os seres em constante atividade.
Biologia: estudo dos seres vivos e do conjunto de características que lhes permitem permanecer em constante atividade.
Características gerais dos seres vivos: Ciclo vital, Organização celular, Crescimento, Metabolismo, Movimento, Reprodução, Evolução e composição química das células.
Ciclo vital: nascimento, crescimento, reprodução, envelhecimento e morte constituem o ciclo vital.
Organização celular: a unidade que forma o corpo dos seres vivos é a célula, que pode ser:
Unicelulares – formados por uma única célula;
Multicelulares – formados por numerosas células.
As amebas e as bactérias são seres formados por uma única célula, portanto, unicelulares.
As células são unidade morfológica (formadora) e fisiológica (de funcionamento) dos seres vivos.
Podemos classificar as células em dois tipos: procarióticas e eucarióticas. Apresentam 3 componentes básicos: membrana plasmática, citoplasma e material genético.
Na célula eucariótica o material genético fica separado do citoplasma por uma estrutura membranosa, a carioteca, constituindo o núcleo: amebas, paramécios, plasmódio, fungos, plantas e animais.
O núcleo é ausente nas células procarióticas: bactérias e cianobactérias (unicelulares).
As moneras (bactérias e cianobactérias) são os únicos seres vivos cujas células são procarióticas, por isso procariontes. Os demais (protistas, fungos, animais e plantas) são eucariontes.
Crescimento: somente é possível graças à constante atividade que o ser vivo possui de incorporar e transformar alimentos, os quais aumentam a matéria, repara as perdas diárias e permitem que o organismo continue suas atividades.
Metabolismo: conjunto de todas as atividades do organismo tem o nome de metabolismo.
Movimento: o movimento mais fácil de ser observado é a locomoção dos animais. Os que não se locomovem, como as esponjas, são chamados sésseis, ou fixos. Nestes o movimento está somente no citoplasma das células. As plantas geralmente crescem movimentando-se em busca de luz.
Reprodução: é a função destinada à conservação da espécie. Pode ser sexuada (existem dois sexos na espécie: masculino e feminino) e assexuada. Em alguns animais, como a minhoca, os dois sistemas situam-se no mesmo indivíduo que, por isso, é chamado hermafrodita.
Com a fecundação forma-se a célula-ovo ou zigoto. Na hermafrodita ocorre a autofecundação.
A reprodução assexuada não envolve a formação de gametas: divisão binária ou cissiparidade, ocorrendo o mesmo patrimônio genético do indivíduo que se reproduziu. São idênticos entre si (clones), possuem o mesmo patrimônio genético.
Evolução: os seres vivos podem sofrer alterações no seu material genético: mutações, observadas tanto na reprodução sexuada como na assexuada. Nos organismos com reprodução sexuada, as mutações ocorrem tanto nas células somáticas como nas reprodutivas. Os indivíduos com mais chances de sobreviver também são aqueles com maiores chances de se reproduzir: seleção natural. Assim, ao longo do tempo, os indivíduos se modificam, podendo levar à formação de novas espécies, processo chamado de evolução.
A composição química das células: nas células, os ácidos nucléicos, proteínas, carboidratos (como a glicose) e os lipídios são as substâncias orgânicas. As substâncias inorgânicas são água e sais minerais.
Substâncias inorgânicas: ÁGUA A água é sempre a substância mais abundante no corpo dos seres vivos. A pessoa adulta: 60% de água. Atua como um “solvente universal”. Todas as reações celulares ocorrem em meio aquoso. As substâncias são classificadas como:
Hidrofílicas (amigos da água – sal) e Hidrofóbicas (medo da água - óleo).
SAIS MINERAIS geralmente encontram-se dissolvidos na água, formando íons (negativo ou positivo). São essenciais para o metabolismo. Boas fontes: frutas e verduras, leite e carnes.
Substâncias orgânicas: CARBOIDRATOS São compostos de carbono, hidrogênio e oxigênio. Os carboidratos mais simples são os monossacarídeos (açúcares). Os dissacarídeos são formados pela união de dois monossacarídeos:
Lactose (glicose + galactose); Maltose (glicose + glicose); Sacarose (glicose + frutose).
São solúveis em água. Os polissacarídeos são moléculas formadas por vários monossacarídeos e não são solúveis em água. LIPÍDIOS São moléculas constituídas principalmente de carbono, oxigênio e hidrogênio, e sua natureza é hidrofóbica: óleos e gorduras, fosfolipídios, ceras e esteróides. PROTEÍNAS São chamados aminoácidos e são compostos por carbono hidrogênio, oxigênio e nitrogênio. Participam de quase todas as reações químicas celulares. A carne é uma fonte de proteínas. Existem 20 tipos de aminoácidos. Funções das proteínas:
-Proteínas estruturais: queratina (pêlos e unhas), colágeno (tendões e ligamentos);
-Proteínas de defesa: anticorpos;
-Proteínas transportadoras: hemoglobina do sangue (transporte de oxigênio e gás carbônico);
-Hormônios: insulina e glucagon, hormônios relacionados com a manutenção de taxa adequada de glicose no sangue;
-Enzimas: proteínas que aceleram reações químicas das células e do organismo.
ÁCIDOS NUCLÉICOS Relacionados à transmissão de características hereditárias. São dois os tipos: ácido desoxirribnucléico (DNA) e ácido ribonucléico (RNA).  O DNA possui a capacidade de autoduplicação.
Um tipo de organela membranosa presente em quase todas as células eucarióticas é a mitocôndria, responsável pela respiração aeróbia. Nas plantas os cloroplastos: realização da fotossíntese.
Os vírus não possuem estrutura celular e só passam a manifestar funções vitais quando penetram uma célula hospedeira. Fora das células, não são considerados seres vivos. Atuam como parasitas intracelulares (dentro das células).


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores

Arquivo do blog