quarta-feira, 30 de março de 2011

GEOGRAFIA - 3. Paisagens naturais do Brasil: relevo e hidrografia

   As paisagens naturais brasileiras correm orisco de desaparecer devido à incessante degradação imposta pelo homem que age destrutivamente, buscando lucro.
Estrutura geológica é a base de um território: composição rochosa.
Relevo: forma apresentada pelo território: montanhas, planaltos, planícies... O território brasileiro situa-se na placa sul-americana.
A crosta terrestre mede cerca de 30km de espessura. Em nosso país raramente são registrados abalos sísmicos ou vulcanismos pois estálonge da borda da placa tectônica. O Brasil apresenta 2 tipos de estrutura geológica: e um terceiro (dobramentos modernos) que ocorre pouco.
Maciços antigos ou escudos cristalinos: rochas cristalinas magmáticas e metamórficas.
Bacias sedimentares: a partir de sedimentos transportados pelos: vento, chuva, neve etc.
Dobramentos modernos: são as montanhas jovens. Ocorrem no contato entre as placas, onde são frequentes terremotos e vulcões.
   O relevo terrestre sofre ação de agentes endógenos (internos: tectonismo) e exógenos (externos: vento, chuva, calor).
   As rochas podem ser de 3 tipos: magmáticas (intrusivas e extrusivas), metamórficas, sedimentares.
   O relevo brasileiro é modelado principalmente pelas intempéries (temperatura, vento e chuva). Isso é chamado intemperismo.
   Há 3 tipos de intemperismo:
  • A alternância calor / frio (intemperismo físico).
  • Os vegetais (intemperismo biológico).
  • A água (intemperismo químico).
   Existem 2 tipos de bacias petrolíferas:
- ONSHORE - interna/interior, ocorre na bacia emersa (fora da terra).
- OFFSHORE - externa/exterior, ocorre quando bacia está na plataforma continental ou litoral.
   No Brasil a maioria das bacias petrolíferas: offshore.
Os minerais metálicos são abundantes no Brasil:
- Ferro (MG, PR);
- Manganês (MS, AP, MG, PA);
- Bauxita (PA, RO, MG).
O relevo brasileiro e suas classificações:
>>Segundo Aroldo de Azevedo (1940): planaltos 59%; planícies 41%.
- Planícies: Amazônica, Costeira, Pantanal, Pampas gauchos => altitude inferior a 200m.
- Planaltos: Guiano, Atlântico, Meridional, Central => altitude superior a 200m.
>>Segundo AZIZ NACIB AB'SABER (1950):
- Planaltos: mais erosão, menos sedimentação.
- Planícies: mais sedimentação, menos erosão.
>>Segundo JURANDYR ROSS (1989):
- Planaltos: porções residuais salientes do relevo, que oferecem mais resistência ao processo erosivo.
- Planícies: superfícies planas, nas quais o processo de sedimentação supera o de erosão.
- Depressões: áreas rebaixadas por erosão que circundam as bordas das bacias sedimentares.
A hidrografia brasileira.
O Brasil tem um grande potencial hidráulico, pois 59% da superfície são planaltos, 12% de água doce do planeta. OBrasil possui 3 principais bacias hidrográficas: As duas maiores bacias hidrográficas do mundo: Amazônia e Platina. A bacia hidrográfica São Franciscana está inteiramente no Brasil.
   Fora as três, há mais: Bacia do Atlântico Sul (leste); Bacia do Atlântico Sul (norte e nordeste); Bacia do Atlântico Sul (Sudeste) e Bacia do Rio Tocantins. Ao todo: 7.
   A Bacia Amazônica é a maior do mundo. Sua extensão total, aproximadamente 7 mil km. Reúne 72% da água brasileira e é habitada por menos de 8% população nacional. Tem um grande potencial hidrelétrico. Está prevista construção de 76 usinas hidrelétricas. Este projeto poderá causar impacto ambiental (inundação de florestas e áreas indígenas). 42% da área drenada está no Brasil. O restante: Peru, Bolívia, Colômbia, Equador, Guiana e Venezuela. Ogrande problema das usinas hidrelétricas (além do alto custo) são as questões ecológicas e sociais; deslocamento das populações ribeirinhas.
A Bacia São-Franciscana: é importante pelos seguintes motivos:
 - pelo volume de água que transporta em plena região semi-árida, inclusive durante estiagem.
 - permitir a fixação das populações ribeirinhas e a criação de inúmeras cidades.
 - integra socioeconomicamente as duas regiões mais populosas: Sudeste e Nordeste.
 - pelo potencial hídrico, aproveitado para a irrigação dos solos férteis situados à sua margem.
 - pelo potencial hidrelétrico, explorados por usinas de BA, MG, AL.
 - drena os seguintes estados: BA, PE, AL, SE, GO e DF.
A transposição das aguas do Rio São Francisco para outras áreas semi-áridas do sertão nordestino constitui um projeto antigo concedido pelo governo federal para resolver o problema da carêncai hídrica do Nordeste, que possui apenas 3% de toda água doce do país, 2/3 das quais se encontram na baciado SFrancisco. Os estados beneficiados: CE, RN, PB, PE.
   A Bacia Platina é formada por 3 principais rios: Paraná, Paraguai e Uruguai. A Bacia do rio Paraná é um grande potencial hidrelétrico - destaque: usina de Itaipu, uma das maiores usinas do mundo; binacional (Brasil e Paraguai).
   O Brasil não priorizou o transporte fluvial (rio). A opção pelas rodovias mostra-se hoje como um problema.
O petróleo:
 - é uma fonte de energia não-renovável;
 - é poluente, libera CO2 que provoca efeito estufa e aquecimento global;
 - precisa ser importado em parte (Brasil produz 80%).
   Hoje vemos, às margens do Rio Paraguai, a instalação de novas comunidades que expulsam as populações tradicionais ribeirinhas para ocupá-las com latifúndios.
   O Aquífero Guarani é o maior reservatório natual de água subterrânea do mundo. Encontra-se no subsolo dos territórios do Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai. Aquífero é um grande reservatório de água que geralmente se encontra sob terrenos sedimentares. Delta é o tipo de foz em que o rio desemboca em múltiplos canais, formados devido à intensa deposição de sedimentos que não atingem o mar. Drenagem arréica é um tipo de drenagem apresentada por um rio, quando este termina porque as águas se infiltram no solo, dirigindo-se para camadas subterâneas, ou evaporam. Placas tectônicas são grandes porções da superfície da crosta terrestre recobertas ou não pelos oceanos, que se comportam como partes sólidas à deriva, boiandosobre o magma. Rochas cristalinas são aquelas que apresentam estrutura molecular ordenada, formadas por cristais, geralmente visíveis a olho nu.
   A Bacia Amazônica é pouco aproveitada devido às grandes distâncias que a separam dos maiores centros consumidores brasileiros, no Centro-Sul do Brasil.
  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário

Seguidores

Arquivo do blog