quarta-feira, 30 de março de 2011

GEOGRAFIA - 4. Paisagens naturais do Brasil: clima e vegetação

Fatores do clima: dinâmicos e estáticos.
Fatores estáticos: latitude e altitude.
Fatores dinâmicos: massas de ar.
93% território brasileiro localiza-se Zona Tropical, portanto clima quente.
7% território brasileiro localiza-se fora da Zona Tropical, portanto clima mais frio.
   O Brasil possui 2 tipos de clima: tropical e temperado.
   Apenas 7,3% das terras brasileiras estão acima de 800 metros.
-Quanto maior a latitude (distância do Equador), menores as temperaturas.
-Quanto maior a altitude de uma localidade, menor sua temperatura.
-Cinco grandes massas de ar agem sobre o Brasil:
  1. mEa Massa Equatorial Atlântica - quente e úmida: Norte e Nordeste.
  2. mEc Massa Equatorial Continental - quente e úmida: Amazônia ocidental.
  3. mTa Massa Tropical Atlântica - quente e úmida: litoral do Sul e Sudeste.
  4. mTc Massa Tropical Continental - quente e seca: centro-sul.
  5. mPa Massa Polar Atlântica - fria: centro-sul
   O ar tende a se deslocar sempre das áreas de alta pressão para as de baixa pressão.
Tipos de chuva: de convecção, frontais e orográficas.
. Chuvas de convecção: típicas do verão brasileiro (ventos, intensas, raios).
. Chuvas frontais: típicas do inverno brasileiro (pouco intensa, longa duração).
. Chuvas orográficas: chuvas torrenciais nas encostas dos morros.
   O território brasileiro apresenta 5 grandes tipos de clima:
Equatorial: altas temperaturas, chuvas abundantes o ano todo; Amazônia.
Semi-árido: quente, chuvas escassas e irregulares; sertão nordestino.
Tropical: quente, verão chuvoso, inverno seco parte do Centro-Oeste, Nordeste e Sudeste.
Tropical úmido: quente, chuvas no inverno; litoral leste Nordeste e litoral Sudeste.
Subtropical: queda sensível temperatura durante inverno; verão quente; Sul e extremo sul do Sudeste.
As formações vegetais: a vegetação é o "espelho do clima", pois o clima constitui o fator determinante da distribuição dos vegetais na superfície terrestre.
As formações vegetais no Brasil são:
- Floresta Amazônica
- Mata dos Cocais
- Mata Atlântica
- Mata de Araucária
- Cerrado
- Caatinga
- Campos (Pampas)
- Vegetação do Pantanal
- Vegetação litorânea.
VEGETAÇÃO DO CLIMA EQUATORIAL - FLORESTA AMAZÔNICA
Formação vegetal mais exuberante do planeta; grande diversidade; floresta latifoliada (árvores de folhas largas); subdivide-se em 3 partes:
     Mata de terra firme: (jamais inundadas pelas cheias) - imbuia, mogno e cedro.
     Mata de várzea: (inundada durante as cheias) - seringueiras.
     Mata de igapó: (permanentemente inundada) - vitória-régia e açaí.
   Hoje, cerca de 20% da floresta já foi devastada devido:
- expansão da pecuária bovina;
- atuação de madeireiras;
- garimpos;
- projetos econômicos (agropecuárias e mineração).
Consequências dessa degradação acelerada:
- menor umidade do ar;
- diminuição volume água dos rios que cortam região;
- menor evapotranspiração;
- rebaixamento do nível do lençol freático, devido à menor retenção de água na superfície e à maior velocidade de escoamento.
VEGETAÇÃO DO CLIMA SEMI-ÁRIDO - CAATINGA
   Predominância de espécies arbustivas (cactáceas, entremeadas por gramíneas e por algumas árvores de maior porte; plantas xerófitas (adaptadas a climas secos).
VEGETAÇÃO DE CLIMA TROPICAL ÚMIDO - MATA ATLÂNTICA
   Ocorre sobretudo nas encostas próximas ao litoral - do RN ao RS. Imensa biodiversidade. Está seriamente ameaçada: desflorestamento. Destacam-se: os mangues e a jundu. Plantas hgrófilas (adaptadas ao ambiente aquático) e halófilas (adaptadas ao elevado teor de sal).
VEGETAÇÃO DE CLIMA TROPICAL - CERRADO
   Presença de arbustos e árvores dotadas de raízes profundas, troncos e galhos retorcidos e recobertos por cascas grossas. Solos ácidos e de baixa fertilidade.
VEGETAÇÃO DO CLIMA SUBTROPICAL - MATA DE ARAUCÁRIA
   Apresenta de maneira nítida as 4 estações do ano. É formada por espécies arbóreas ACICULIFOLIADAS (vegetação que apresenta folhas em forma de agulha, adaptadas a eventuais nevascas e geadas: araucária, por ex, que é conhecida como pinheiro-do-paraná. Hoje, a mata de araucária está praticamente extinta devido à valorização econômica de sua madeira: o pinho.
Outras formações vegetais:
Pampas - Centro-sul RS. Vegetação herbácea de gramíneas. Campos limpos, "pampas gaúchos". Vegetação excepcional para criação de gado.
Pantanal - essa formação complexa é composta de espécies florestais, vastas extensões de campos e áreas de cerrados.
Mata dos cocais - ocorre entre a Amazônia e o sertão nordestino. É formada por BABAÇU e CARNAÚBA.
DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS DO BRASIL
   O imenso território brasileiro apresenta uma grande variedade de climas, vegetação, relevo e rios resultando em uma extraordinária diversidade de paisagens naturais, os domínios morfoclimáticos, que no Brasil são:
Amazônico. terras baixas florestadas equatoriais.
Mares de morros. áreas mamelonares tropicais-atlânticas florestadas.
Cerrado. chapadões tropicais interiores com cerrados e florestas-galerias.
Caatingas. depressões intermontanas e interplanálticas semi-áridas.
Araucária. planaltos subtropicais com araucárias.
Pradarias. coxilhas subtropicais com pradarias mistas.
Domínio amazônico: terras baixas florestadas equatoriais: baixos planaltos e planícies, drenados pela bacia hidrográfica do rio Amazonas. Dominada pelo clima equatorial (sempre quente e úmido).
Domínio da caatinga: depressões semi-áridas entre chapadas: irregularidades e relativa escassez das chuvas.
Domínio do cerrado: chapadões interiores com cerrados e florestas-galerias: ocupa o Brasil central. Verões quentes e úmidos e invernos amenos e secos. Vegetação complexa (arbóreos e herbáceos).
Domínio das araucárias: planaltos subtropicais com araucárias: encontradas no Sul do país, - altitudes acima de 800 m. Clima subtropical. Nevascas e geadas durante o inverno. Floresta aciculifoliada.
Domínio das pradarias : coxilhas subtropicais com pradarias mistas: extensos campos que recobrem os baixos planaltos do centro-sul gaúcho. Relevo levemente ondulado. Principal atividade econômica é a pecuária (bovina e ovina).
Domínio dos mares dos morros: áreas mamelonares tropicais atlânticas florestadas: tais formações apresentam-se levemente onduladas, lembrando o aspecto de meia-laranja. Temperaturas amenas.
O exuberante e maltratado litoral brasileiro: extende-se do Amapá até o Rio Grande do Sul.
A ação do homem. O fator ANTRÓPICO (a ação do homem) está presente no processo de degradação de todos os domínios morfoclimáticos do Brasil.
No litoral brasileiro: restinga (conjunto de dunas e areias que compõem as praias propriamente ditas); mangue (ambiente formado pelo encontro das águas doce e salgada); falésia (costa elevada e tão próxima ao litoral que forma um paredão rochoso de declividade abrupta).

4 comentários:

Seguidores

Arquivo do blog