sábado, 26 de março de 2011

BIOLOGIA - 5. Relações entre os seres vivos

Tipos de relação ecológica:
-relações harmônicas ou interações positivas (sociedade e colônia).
Relações desarmônicas ou interações negativas (canibalismo e competição intra-específica).
As interações podem ser intra-específicas (ocorrem entre indivíduos da mesma espécie: abelhas [sociedades] ou corais [colônias]) e interespecíficas (ocorrem entre indivíduos de espécies diferentes).
Canibalismo e competição intra-específica. Ocorre canibalismo quando um indivíduo mata outro da mesma espécie, para dele se alimentar. Na competição intra-específica, 2 ou mais indivíduos da mesma população disputam o mesmo recurso do meio (alimento, território). O canibalismo praticado por seres humanos: antropofagia. A competição pode ser por espaço e é importante no controle da densidade populacional.
Relações interespecíficas ou simbiose. O termo “simbiose” significa “vidas unidas” (positiva ou negativa) entre indivíduos de populações diferentes de uma mesma comunidade.
Mutualismo e protocooperação. No mutualismo e na protocooperação os participantes se beneficiam mutuamente. No mutualismo (ex. liquens: algas + fungos) é de interdependência. Na protocooperação (anêmona-do-mar e paguro) os indivíduos podem viver separadamente.
Comensalismo e inquilinismo. Alguns seres vivos costumam associar-se a indivíduos de outra espécie, em busca de alimento ou proteção. Em ambos os casos, embora se beneficiem, não causam prejuízo algum aos indivíduos aos quais se associam, que também em nada se beneficiam.
Em busca de alimento: comensalismo. Em busca de proteção ou abrigo: inquilinismo. Algumas plantas vivem sobre outras sem retirarem da hospedeira nenhum tipo de alimento: epífitas ex.: bromélias e orquídeas.
Predatismo ou predação. É um tipo de relação interespecífica em que um mato o outro para se alimentar.
Parasitismo. É uma relação interespecífica em que indivíduos (parasitas) de uma espécie inStalam-se no corpo de indivíduos de outra espécie, do qual retiram alimentos, prejudicando o hospedeiro. Ex. cipó-chumbo.
Endoparasitas (ou parasitas internos): os que vivem dentro do corpo do hospedeiro.
Ectoparasitas (ou parasitas externos): os que vivem fora (sobre o corpo do hospedeiro).
Parasitas do ser humano: piolho do cabelo, lombriga, bicho da sarna, solitária.
Sinfilia. As formigas aprisionam pulgões no formigueiro e os alimentam com galhos de plantas, facilitando a alimentação deles que, bem alimentador, produzem a secreção nutritiva da qual alimentam-se as formigas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário

Seguidores

Arquivo do blog